Parte I / Parte II / Parte III

Zayn me jogou na cama, muito mais agressivo do que Louis tinha feito na noite passada, ele tirou a blusa e ficou se esfregando em mim e foi ai que eu percebi que eu não o queria, queria Louis. Enquanto Zayn se esfregava em mim vi que escrivaninha ao lado na cama tinha um quadro de vidro, troquei de posição com o menino, fazendo-o acreditar que eu queria. Errado. Peguei o quadro de vidro e quebrei na cabeça de Zayn, o fazendo ficar desnorteado. O quarto era no térreo, então pulei a janela e entrei no meu carro e acelerei, sem ver quem vinha atrás, se tivesse alguém claro.

Dirigi até a casa do Louis e toquei desesperada a campainha, quando ele me atendeu, pulei em seu colo:

- Louis, eu sou uma burra. Zayn é um escroto e eu te amo. – Beijei-o,  mas não fui correspondida. – Louis?

- Não. Você foi até a casa do Zayn…

- Fui e eu me culpo, sou idiota, ele é grosso e nunca pude perceber o quanto você foi cuidadoso comigo quando você descobriu que eu era virgem. Eu fiquei com raiva, hoje mais cedo. Raiava porque você bateu a porta na minha cara, mas você estava certo, eu sou escrota, devia ter te amado.

- Tarde de mais, (s/n).

- Não não não, eu te amo de verdade. – Eu o beijei de novo. – Por favor, me perdoa. – Louis me olhou e relutando contra si mesmo me puxou para um beijo.

Fez-me pular em torno do seu corpo e me levou para seu quarto. Louis me jogou em sua cama, tirou meu salto e sua blusa. Tirou meu vestido e sua calça. Era a primeira vez que nos víamos de uma maneira tão intima como aquela, ele me olhou e sorriu, fiz o mesmo. Meu Deus, que físico, como eu nunca tinha visto isso?

Ele começou a me beijar, novamente. Colocou a mão atrás de minhas costas, sem nenhum problema soltou meu sutiã e começou a acariciar meus seios recém livres do sutiã. Louis explorava cada parte do meu corpo com seus beijos, reservando apenas minha intimidade e aquilo me excitava. Ele atingia lugares nos quais eu nem fazia ideia que eu podia sentir um arrepio, mas ele conseguia.

Ele começou a beijar a parte interna da minha coxa até chegar à minha intimidade, ainda por cima da calcinha passava a mão e dava leves beijos. Louis puxou minha calcinha para o lado e começou a passar a mão no meu clitóris e de vem enquanto deixava alguns beijos. Depois de girar algumas vezes me deixando cada vez mais exitada e fazia soltar leves gemidos. Ele pegou lambeu a entrada da minha vagina e colocou dois dedos dentro dela e continuou lambendo a mesma. Eu alternava em segurar no acolchoado e no cabelo de Louis e de repente, ele parou e os meus gemidos também foram cessados.

Louis subiu até minha boca e a beijou novamente e então eu senti que ele estava exitado também, o que me deixava menos mal. Ele inverteu a posição, fiquei por cima.

- Minha vez? – Louis concordou com a cabeça.

Eu não sabia o que fazer, tentei seguir passos que eu já tinha visto em alguns filmes. Deixei um beijo na boca do menino e desci. Abaixei e tirei sua cueca vendo seu membro pular para fora e meu deus que membro. Comecei a lamber a e beijar a glande por enquanto parando no prepúcio. Depois de enrolar um pouco comecei a fazer movimentos de sobe e desce com a boca sendo acompanhada pelas minhas mãos e de vez em quando elas paravam nas bolas, massageando-as. Louis tinha pequenos orgasmos e segurava firme no meu cabelo às vezes empurrando minha cabeça. Louis me puxou para cima terminando o meu boquete, pegou uma camisinha dentro da gaveta da escrivaninha e colocou em si mesmo:

- Pronta? – afirmei.

Louis me colocou na cama e ficou por cima.  Ele foi penetrando aos poucos, no começo doía quando ele fazia as estocadas, mas com o tempo foi de dor a desejo, Louis viu que eu me acostumara e aumentou as estocadas me fazendo gemer cada vez mais alto.

Louis troca de posição, desta vez ele estava na cama e eu por cima.

- Só precisa ir para frente e para trás. – Comecei a fazer o que Louis tinha falado. – Meu Deus que cavalgada. – Louis gemia junto comigo e a nossa respiração estava compassada.

Louis então segurou a minha bunda e deu uma leve levantada no meu corpo fazendo meus seios ficarem amassados no peito dele. Ele começou a estocar mais rápido:

- Quer ver? – Ele se referia ao gozo.

- Ainda não estou pronta para ver, quem sabe na próxima.

Louis se levantou e foi até o banheiro. Louis chegara ao seu ápice e eu não, então resolvi terminar. Deitei na cama e comecei a movimentar meu clitóris, Louis saiu do banheiro e foi quando eu cheguei ao meu máximo, ele correu para lamber o meu gozo.

Louis deitou cansado ao meu lado da cama, nós dois com a respiração descompassada:

- Tem certeza que nunca tinha feito sexo antes?

Nós rimos e finalizamos tudo aquilo com um beijo.

~Viih~Esperam que tenham gostado, Xox

  1. sonhos-da-1d posted this

theme